Papo de Mãe

Por que é tão difícil pra uma mãe pedir ajuda?

tiredmom-1024x682

A independência é usada como um emblema de honra em nossa cultura, algo para aspirar e admirar nos outros. É maravilhoso sentir-se capaz de satisfazer as nossas próprias necessidades, mas o que acontece quando não nos sentimos capazes e precisamos ou queremos ajuda? E quando se trata da maternidade, como você lidamos com isso? Nós procuramos ajuda ou tentamos valentemente manter o controle da situação? Se você é mãe como eu, o mais provável é que tenha escolhido a segunda opção. Veja, eu me sinto completamente confortável em dar ajuda, mas muito pouco em pedir. Então porque é tão difícil?

Orgulho, insegurança e medo são os principais fatores que nos impedem de pedir ajuda. Toda uma série de expectativas auto-impostas nos fazem sofrer em silêncio; “Eu deveria ser capaz de fazer isso sozinha” ou “outras mães fazem isso sozinhas”. Tememos ser vistas como necessitadas, fracas ou preguiçosas. Nós nos sentimos como se estivéssemos impondo, especialmente se estamos pedindo ajuda a outras mães ocupadas. Pedir ajuda nos faz sentir vulneráveis. E ninguém gosta de se sentir vulnerável.
Mas se eu te disser que pedir ajuda constrói confiança, compreensão e conexão entre quem pede e quem doa? Quando você é “vulnerável” com as pessoas, eles verão que você é verdadeira e que não pode fazer tudo, ou que às vezes só precisa desabafar junto ao um porto seguro. Permitir-se ser vista constrói um vínculo muito poderoso entre duas pessoas. Ver e ser visto é um ato de extrema intimidade e porque não dizer coragem, para assumir as nossas limitações e fragilidades apesar de todo o nosso esforço.

Pedir ajuda não é fácil. E me atrevo a dizer que vai contra tudo que nos foi ensinado sobre a maternidade, afinal, vivemos na era das “Super Mães”. No entanto, é essencial construir conexões para diminuir nossas expectativas de nós mesmos. Portanto, peça ajuda! Você é mãe, mas também precisa de descanso e cuidado. Para isso te deixo aqui algumas dicas para fazer pedindo ajuda um pouco mais fácil. Experimente-os com amigos, familiares e colegas.

1- Peça o que você quiser com antecedência. Não espere até o último minuto para pedir a alguém para ficar seus filhos. É mais fácil dizer sim para ajudar quando você tem tempo para planejar.
2- Seja claro sobre o que você precisa. Se você precisar de alguém para ficar com seus filhos, diga-lhes quando você vai deixá-los e quando você vai buscá-los.
3- Seja conciso. Não conte toda a história da vida de sua tia. Basta perguntar se eles podem ficar com seus filhos enquanto você participar do funeral.
4- Não faça a outra pessoa se sentir culpada. As pessoas querem se sentir bem em ajudar você.
5- Aprenda com seus filhos. Eles são muito confortáveis em pedir ajuda todos os dias. E estamos felizes em dar (a maior parte do tempo). Eles são claros e geralmente conciso também. Eles só precisarão aprender a pedir com antecedência. Então, como você já conhece essa regra pode ser bem mais fácil, não acha?

E você, qual a sua dificuldade em pedir ajuda? Deixe-me saber nos comentários abaixo.